Projetos de Conservação

Uma das principais missões do Aquário de São Paulo é ajudar na conservação da fauna e dos ambientes naturais. Pensando nisso, o Aquário tem diminuído o seu impacto ambiental, bem como feito parcerias com Projetos de Conservação, a fim de ajudar na preservação ambiental.

Conheça algumas de nossas ações:

PROJETO DE REINTRODUÇÃO DOS PEIXES-BOI

O Aquário de São Paulo possui uma parceria com a Associação Amigos do Peixe-Boi (AMPA) na qual investimos recursos financeiros em atividades de pesquisa, educação ambiental e conservação. Dentre os programas apoiados, destaca-se o Programa de Reintrodução de Peixes-boi-amazônico (Trichechus inunguis), o qual visa resgatar filhotes órfãos da natureza, reabilitá-los e devolvê-los ao seu habitat natural.

Saiba mais em: http://www.aquariodesaopaulo.com.br/blog/index.php/parceria-entre-asp-e-ampa/

DIA DOS AMIGOS DO PEIXE-BOI

Outra forma de gerar renda e apoiar a Associação Amigos do Peixe-Boi (AMPA) foi criar uma data (primeiro sábado de dezembro) em que toda a renda referente à entrada dos visitantes é doada à AMPA, de forma a contribuir ainda mais para a reintrodução e a preservação dos peixes-boi-amazônicos. Em 2015 foi realizado o primeiro evento deste tipo, o qual permitiu apoiar a reintrodução de 5 peixes-boi. A partir deste ano, novas ações estão sendo planejadas e pretendemos que o evento cresça a cada ano.

Veja imagens da ação realizada em 2016: https://www.facebook.com/pg/aquariodesp/photos/?tab=album&album_id=1025445444249657

RESGATE DE BOTOS

Uma importante ação que também contou com o apoio do Aquário de São Paulo foi o resgate de botos encalhados no Rio Formoso em Tocantins. Acredita-se que com a captação irregular de água, aliada ao período seco, houve uma redução dos níveis de água do rio, o que levou ao encalhe dos botos. O Rio Formoso foi o segundo ponto de parada na missão de salvamento montada pelo Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA) e pela Associação Amigos do Peixe-Boi (AMPA), só sendo possível graças às passagens bancadas pelo Aquário de São Paulo.

Confira em: http://www.oeco.org.br/noticias/botos-do-rio-formoso-pedem-agua/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+siteoeco+%28O+Eco%29

PARCERIA DE PESQUISA COM O PROJETO TAMANDUÁ

Outro parceiro do Aquário de São Paulo (ASP) é o Projeto Tamanduá com o Programa de Conservação do Tamanduaí no Nordeste Brasileiro. Com a crescente degradação de ambientes naturais e a falta de estudos sobre a espécie, em especial a subpopulação do Nordeste brasileiro (nunca antes estudada), torna-se emergencial o levantamento de informações sobre a biologia e a ecologia desses animais. Dessa forma, o ASP investe na geração de conhecimentos sobre a espécie, a qual – por sua vez – permite subsidiar a implementação de futuras estratégias de conservação tanto da própria espécie quanto de outras que coabitam a região do Delta do Parnaíba.

Este indivíduo de Tamanduaí foi vítima do tráfico ilegal e após alguns exames clínicos realizados pela equipe do Projeto Tamanduá foi reintroduzidono manguezal de Luís Correia. Saiba mais sobre essa parceria e sobre a conservação dos tamanduás em: http://aquariodesp.com.br/tamandua/

DESENVOLVIMENTO TÉCNICO-CIENTÍFICO

Outra ferramenta de conservação é a realização de estudos observacionais ou estudos de caso, a fim de desenvolver o conhecimento técnico-científico sobre as espécies animais tanto para subsidiar os esforços de estratégias de conservação em ambiente natural, quanto para garantir o alcance do bem-estar dos animais em quaisquer instituições. Estas pesquisas podem ser feitas tanto pela equipe técnica do Aquário de São Paulo, como em parcerias com pesquisadores e universidades. Dentre as parcerias com universidades, destaca-se a Universidade de Kazan, na Rússia, que objetiva o intercâmbio entre técnicos e o desenvolvimento de pesquisas em conjunto.

Veja um pouco mais desta experiência em: http://www.aquariodesaopaulo.com.br/blog/index.php/asp-e-universidade-kazan/

GESTÃO AMBIENTAL

A fim de manter a missão conservacionista, o Aquário de São Paulo possui uma série de ações de gestão ambiental. As principais ações realizadas incluem o descarte correto de lixo, a compostagem de lixo orgânico, a reutilização de água da chuva e a compensação de carbono.

Para conhecer mais sobre esse trabalho, acesse a página Gestão Ambiental e saiba mais.

EDUCAÇÃO PARA A CONSERVAÇÃO

O Aquário de São Paulo acredita que todo o trabalho de conservação interno e externo não atingiriam metade de seu potencial sem um trabalho intenso de educação ambiental. Ao conciliar ações de conservação com educação, é possível sensibilizar o público de forma a gerar uma mudança de pensamento e até mesmo de atitude. Dessa forma, aumentamos os interessados em ajudar na preservação do meio ambiente.

Para conhecer mais sobre esse trabalho, visite a nossa página de Campanhas.