Gestão Ambiental

COMPOSTAGEM

Aqui no Aquário possuímos uma composteira, que reduz o nosso descarte de lixo orgânico proveniente do preparo da dieta dos animais. A compostagem é o processo de reciclagem da matéria orgânica que propicia um destino útil para os resíduos orgânicos, evitando sua acumulação em aterros e melhorando a estrutura dos solos. Esse processo permite dar um destino aos resíduos orgânicos domésticos, como restos de comidas e resíduos do jardim. Além de proteger o ambiente por produzir menos lixo orgânico, fazer compostagem ainda permite obter um produto de grande valor – o composto – um ótimo fertilizante natural.

CANECAS

Com o intuito de diminuir o uso de copos descartáveis, em 2013 foi implantado o uso de canecas plásticas para todos os funcionários do Aquário de São Paulo. O consumo de copos descartáveis, além de aumentar o custo financeiro, faz com que toneladas de copinhos sejam despejadas diariamente nos aterros sanitários, ocupando espaço e contribuindo para a diminuição da vida útil dos aterros.

DESCARTE CORRETO

Um projeto de descarte correto iniciou no ano de 2013, com o objetivo de dar um fim correto e sustentável aos produtos utilizados no Aquário de São Paulo.

Os principais itens que compõe o descarte correto são pilhas e baterias, cartuchos de impressora, medicamentos vencidos e lâmpadas fluorescentes. Também reciclamos todo o óleo e esponjas de cozinha utilizado em nossos restaurantes, lanchonetes e refeitório dos funcionários.

LÂMPADAS DE LED

Presando pela economia de energia, nossa infraestrutura conta com lâmpadas de LED que proporcionam até 80% de economia de energia em comparação com as soluções de iluminação tradicionais e requerem o mínimo de manutenção devido à vida útil extremamente longa. A vida útil é muito superior as suas equivalentes incandescentes ou fluorescentes.

CAPTAÇÃO, TRATAMENTO E REUTILIZAÇÃO DE ÁGUA DA CHUVA

Em parceria com a empresa ALFAMEC Soluções Ambientais, o Aquário de São Paulo apresenta uma estação de tratamento de esgoto que, juntamente com o telhado projetado para captar a água da chuva, permite que toda essa água seja tratada e reutilizada em plantações e nas descargas dos banheiros da instituição. Com isso, o Aquário diminui a utilização de água, um bem natural cada vez mais raro, ajudando em sua economia e preservação.

CARBONO ZERO

O Aquário de São Paulo (ASP) também se destaca por ser o primeiro zoológico do Brasil a ser neutro em carbono. Essa neutralização pretende compensar as emissões de gás carbônico (CO²) produzidas pelas ações humanas, por meio do plantio de árvores. Este projeto se iniciou em 07 de outubro de 2015 e já houve novos plantios de árvores para aumentarmos essa compensação. Dessa forma, o ASP não só diminui os problemas associados às mudanças climáticas, como melhora a qualidade do ar e permite o plantio de árvores ameaçadas de extinção.

Conheça mais sobre esse trabalho em: http://www.aquariodesaopaulo.com.br/blog/index.php/neutro-em-carbono/