Tubarão Mangona


• Nome científico: Carcharias taurus
• Classe: Peixe
• Hábitos alimentares: Carnívoro
• Status de conservação: Vulnerável


Informações gerais:

O tubarão Mangona, Carcharias taurus, é um tubarão de hábito noturno. Apesar de possuir dentes pontudos expostos para fora da boca, dando uma aparência de agressividade, o tubarão mangona - na verdade - apresenta um comportamento de natação calma e lenta. Para manter a flutuabilidade neutra, ele engole ar da superfície - que fica armazenado em seu estômago - o que o permite nadar estável em meia água.

Longevidade:

cerca de 35 anos.

Dieta:

No ambiente natural consomem uma grande variedade de peixes, tubarões menores, raias, lulas, caranguejos e lagostas. No Aquário de São Paulo é oferecido 3 vezes por semana peixes como: Anchova, Sardinha, Tainha, Bicuda, Agulhinha, Pescada, entre outros.

Tamanho:

3m de comprimento.

Peso:

150kg.

Distribuição geográfica:

Regiões costeiras dos Mares Mediterrâneo e Vermelho, além dos Oceanos Índico, Indo-Pacífico e Atlântico, inclusive ocorrendo no litoral brasileiro.


Conservação:

Essa espécie de tubarão é particularmente vulnerável à sobrepesca devido à sua baixa taxa de reprodução. Apesar de sua distribuição quase mundial, atualmente há apenas populações isoladas com indícios de declínio. No passado, essa espécie foi bastante pescada, em especial pelo Japão, devido ao interesse comercial pelo seu óleo do fígado (utilizado em luminárias) e suas barbatanas (considerada uma iguaria culinária e usada também em indústrias farmacêuticas).

Habitat:

Habitam águas costeiras rasas, chegando a profundidades de até 60m.

Reprodução:

Atingem a maturidade sexual com cerca de 2 metros de comprimento. A gestação, que ocorre no interior do oviduto da fêmea, dura entre 9 e 12 meses. Durante a gestação, o embrião melhor desenvolvido se alimenta dos outros embriões do mesmo oviduto, tal estratégia reprodutiva é denominada canibalismo intrauterino e só permite o desenvolvimento de dois filhotes por gestação. Ao nascerem, os filhotes estão bem desenvolvidos e com aproximadamente 1 metro de comprimento.

Localização no Aquário de São Paulo:

Setor Mundo Marinho.