Tubarão-Lixa


• Nome científico: Ginglymostoma cirratum
• Classe: Peixes
• Hábitos alimentares: Carnívoro
• Status de conservação: Dados Insuficientes


Informações gerais:

O tubarão Lixa, Ginglymostoma cirratum, é um tubarão que passa boa parte do tempo parado devido sua capacidade de bombear a água por suas brânquias para respirar. Dessa forma, aumenta sua atividade apenas a noite quando está a procura de alguma presa para se alimentar. Para localizar suas presas, além de usar ferramentas como a linha lateral, o olfato e as ampolas de Lorenzini, os tubarões lixa têm dois barbilhões próximos a boca que sentem a vibração e os movimentos das presas que se enterram na areia do fundo dos mares.

Longevidade:

25 anos.

Dieta:

No ambiente natural consomem uma grande variedade de pequenos peixes, moluscos e crustáceos. No Aquário de São Paulo é oferecido 3 vezes por semana peixes como: Sardinha, Trilha, Bicuda, Agulhinha, Pescada, entre outros e também, lula, polvo, camarão e marisco.

Tamanho:

3 metros de comprimento.

Peso:

115kg.

Distribuição geográfica:

Em águas tropicais e subtropicais do Oceano Atlântico.


Conservação:

O status de ameaça dos tubarões-lixa na natureza ainda não é muito conhecido, pois a espécie ainda não foi completamente avaliada, e por isso são considerados pela IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza) como Dados Insuficientes. Apesar disso, no Brasil a espécie é considerada Vulnerável pelo ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), sendo extinta em algumas localidades como no estado do Rio de Janeiro. Essa vulnerabilidade deve-se à pesca e à destruição do habitat, principalmente das áreas recifais, seu habitat favorito.

Habitat:

Habitam águas costeiras tropicais e subtropicais em profundidades de até 130m. Normalmente são encontrados em grupos repousando em recifes de corais e recifes rochosos, mas também são encontrados em manguezais e bancos de areia.

Reprodução:

A maturidade sexual dos machos ocorre quando o animal atinge entre 2,10 e 2,14m de comprimento; enquanto que das fêmeas ocorre entre 2,23 e 2,31m. Isso sugere que a maturidade é atingida entre 10 e 15 anos para os machos e 15 a 20 anos para as fêmeas. Durante a gestação, que dura cerca de 5 a 6 meses, os filhotes se desenvolvem dentro de ovos nas duas cavidades uterinas da fêmea. Após alguns meses esses ovos eclodem, as cápsulas de ovo vazias são expelidas e o desenvolvimento continua dentro das cavidades uterinas. Quando atingem de 27 a 30 cm de comprimento, a mãe dá a luz a até 34 filhotes. A reprodução ocorre a cada 2 anos.

Localização no Aquário de São Paulo:

Setor Mundo Marinho.