Raposas-voadoras


• Nome científico: Pteropus vampyrus
• Classe: Mamífero
• Hábitos alimentares: Frugívoro
• Status de conservação: Quase Ameaçado


Informações gerais:

Vive em bandos que podem chegar a ter milhares de indivíduos. O grupo possui uma hierarquia, onde os machos dominantes ocupam os melhores galhos das árvores. Não utilização a ecolocalização, guiado-se unicamente por uma visão bem desenvolvida. Para conseguir comida podem voar até 50km em uma só noite.

Longevidade:

30 anos.

Dieta:

Em ambiente natural se alimentam de frutas e néctar. No Aquário de São Paulo consomem principalmente variedade de frutas.

Tamanho:

1,5m de envergadura.

Peso:

1,1kg.

Distribuição geográfica:

Sudeste da Ásia.


Conservação:

Essa espécie é afetada principalmente pela caça, mas também pela perda de habitat. Por as raposas voadoras serem dispersoras de sementes e polinizadoras de árvores nativas, o declínio desta espécie impacta várias outras.

Habitat:

As raposas voadoras são encontradas em florestas tropicais e pântanos.

Reprodução:

O período de reprodução varia com a localidade. Apesar disso, os machos costumam proteger seu harém de fêmeas, evitando que outros machos se aproximem. As fêmeas normalmente têm um filhote ao ano, os quais já nascem de olhos abertos e totalmente formados.

Localização no Aquário de São Paulo:

Setor Indonésia.