Leão-marinho-do-sul


• Nome científico: Otaria flavescens
• Hábitos alimentares: Carnívoro
• Status de conservação: Menos Preocupante


Informações gerais:

Difere dos lobos-marinhos, pois sua fisionomia é mais “leonina” (os machos possuem uma “juba”), além de ser a maior espécie de toda região.

Longevidade:

20 anos.

Dieta:

Alimentação do leão marinho é baseada principalmente em peixe, lulas e crustáceos de hábitos costeiros.

Peso:

• 300 kg. (macho)
• 150 kg. (fêmea)
• 13 kg. (filhotes)

Distribuição geográfica:

Costa Atlântica e Pacifica Sul-americana, incluindo as Ilhas Malvinas.


Conservação:

Como consequência da sua dieta, o leão-marinho é uma espécie competidora direta das atividades de pesca. Foram registradas interações com esse tipo de operação em toda área de sua distribuição. Foi explorado comercialmente desde o final do século XVII em praticamente toda sua área de distribuição. Foram capturados cerca de 750.000 em 70 anos e no final da década de 70 a espécie foi legalmente protegida.

Habitat:

É uma espécie migratória e mantém uma relação com a costa o ano inteiro.