Salamandra de costelas salientes


• Nome científico: Pleurodeles waltl
• Classe: Anfíbio
• Hábitos alimentares: Carnívoro
• Status de conservação: Quase Ameaçado


Informações gerais:

Possuem um mecanismo de defesa em que podem ser projetar suas costelas pontiagudas pela lateral do corpo, liberando toxinas de defesa. Caso sejam mordidos por predadores, geram altos níveis de dor. Esse veneno não é preocupante para o ser humano.

Longevidade:

19,5 anos.

Dieta:

Em ambiente natural alimentam-se principalmente de invertebrados aquáticos como larvas de insetos, moluscos, minhocas, e pequenos vertebrados como peixes e girinos. No Aquário de São Paulo consomem ração, minhoca, pequenos insetos e variedade de peixes.

Tamanho:

31cm.

Distribuição geográfica:

Portugal, Espanha e Marrocos.

Conservação:

A principal ameaça desta espécie é a perda de habitat devido às drenagens, à poluição agroquímica, à eutrofização, à poluição no geral e o desenvolvimento costeiro.

Habitat:

Vive em regiões de planície em regiões com altitude até 900m do nível do mar.

Reprodução:

Reproduzem-se na estação chuvosa e a fêmea pode deposita entre 800 e 1500 ovos que levam de 13 a 18 dias para eclodir.

Localização no Aquário de São Paulo:

Setor Água Doce.