Barata-de-Madagascar


• Nome científico: Gromphadorhina portentosa
• Classe: Inseto.
• Hábitos alimentares: Detritívoro
• Status de conservação: Não Avaliado (NE)


Origem:

Doação de visitantes.

Informações gerais:

Uma das maiores baratas do mundo, podendo chegar a 10 cm de comprimento. Ao contrário de outras baratas, a de Madagascar não possuem asas. Possui cor escura, variando do marrom ao preto. Os machos possuem um par de protuberâncias na cabeça, maiores que as das fêmeas.

Longevidade:

2 a 5 anos.

Dieta:

Se alimenta principalmente de material vegetal em decomposição, como frutas caídas. Também se alimenta de insetos menores e carcaças de animais.

Tamanho:

5 a 10 cm.

Distribuição geográfica:

Endêmica da ilha de Madagascar, na África, sendo encontrada apenas neste local.

Habitat:

No solo das florestas tropicais de Madagascar, sob pedras e troncos de árvores mortas.

Reprodução:

Não existe um período exato de reprodução das baratas-de-Madagascar, podendo ocorrer o acasalamento o ano todo, desde que o clima esteja quente. Os machos são atraídos pelo odor das fêmeas através de órgãos sensoriais em suas antenas. Quando é atraído, o macho começa a sibilar e tocar as antenas da parceira. O casal então se prende um ao outro, pela parte traseira, e permanece nessa posição por cerca de meia hora. A fêmea armazena os ovos internamente por cerca de dois meses e, quando eclodem, libera de 15 a 40 ninfas (filhotes). Os machos defendem seu território de acasalamento de outros machos. Eles se empurram e emitem sons semelhantes a assovios para expulsar os concorrentes.

Localização no Aquário de São Paulo:

Setor de Água Doce